Blog da

cesta de Natal

Como montar uma cesta de Natal criativa e diferente este ano?

Com o Papai Noel chegando, é hora de pensarmos como vamos montar a cesta de natal de nossos colaboradores. Afinal de contas, se não houver empenho e dedicação desses parceiros, nenhuma empresa conseguirá atingir as suas metas e permanecer no mercado.

Desde criança esperamos ganhar alguma coisa no final do ano e, mais tarde, no ambiente de trabalho, não é diferente. Ficamos sempre na expectativa de receber alguma surpresa de nossos gestores.

Os empresários que acreditam que fazer o pagamento mensal e o décimo terceiro salário em dia é suficiente estão muito enganados! São obrigações trabalhistas, já a cesta de natal é um gesto de reconhecimento da empresa com a sua equipe. Esta que, aliás, responderá com motivação, dedicação, permanência no emprego, menor número de faltas, entre outros.

Criamos este artigo com algumas dicas para lhe ajudar a montar uma cesta de natal exclusiva para seus trabalhadores. Confira!

Faça um orçamento e estipule um valor mínimo

Antes de publicar na empresa a intenção de oferecer a cesta de natal, faça uma cotação de preços com pelo menos três possíveis fornecedores. Calcule o valor médio, multiplique pelo número de trabalhadores e saiba qual deverá ser o investimento para fornecer esse benefício.

Faça uma lista com o perfil dos colaboradores

O ideal é que você monte uma cesta de natal personalizada, ou seja, que esteja o mais próximo possível do perfil dos seus colaboradores. Chegar em um supermercado de última hora e pegar a primeira que encontrar pela frente pode causar a impressão de descaso.

Solicite ao setor de RH algumas informações como as que veremos a seguir.

Idade

No caso de empresas com menor aprendiz, o ideal é não fornecer bebida alcoólica, imagine o transtorno se um jovem colaborador resolver beber um vinho no caminho de casa! Caso tenha esse tipo de bebida deverá ser combinado que a entrega será feita somente com a autorização ou presença dos pais ou responsáveis.

Estado civil

Trabalhadores solteiros sem filhos podem optar por uma cesta diferente dos casados. Os colaboradores que têm famílias com crianças pequenas podem solicitar que sejam incluídos brinquedos.

Religião

Determinadas religiões proíbem o uso de bebidas alcoólicas e a ingestão de carne de porco, por exemplo.

Verifique se existem colaboradores com restrições alimentares

Nas cestas dos portadores de doenças crônicas, como os diabéticos, devem ser evitados produtos com açúcar. Já os portadores de doença celíaca não podem consumir alimentos que contém glúten.

Tanto veganos quanto vegetarianos não consomem carne, portanto, deverá ser montada uma cesta com produtos alternativos. É bom verificar se existe algum colaborador em tratamento químico, pois seria uma grande incoerência fornecer uma cesta com bebidas alcoólicas.

Peça a opinião dos próprios colaboradores e seja criativo na escolha dos produtos

Peça para cada trabalhador fazer uma lista com os itens que gostaria que viesse dentro de uma cesta de natal. Além disso, seja criativo, fuja do básico e una o útil ao agradável, os alimentos são os itens principais, porém, você poderá incrementá-la com outros produtos, como por exemplo, material escolar e brinquedos.

Escolha fornecedores de confiança

O fornecedor a ser contratado deverá ser aquele que já tem uma certa tradição no mercado de cestas natalinas. Uma empresa de reputação, diante do perfil de seus colaboradores, poderá opinar e ajudá-lo na escolha da cesta. Além disso, ela se preocupa com a qualidade dos produtos bem como com o prazo de validade de cada um.

Evite os oportunistas, não se iluda com aqueles vendedores que se estabelecem em lojas ou galpões somente no período do natal e início do ano, oferecendo preços muito menores que os especialistas do ramo. Não coloque em risco a saúde de seus trabalhadores ou de seus familiares.

Prefira embalagens sustentáveis e úteis

Sem dúvida, o volume de lixo gerado pelas comemorações de final de ano aumenta bastante. Seja um exemplo para os seus colaboradores, invista em embalagens de cestas que possam ser reutilizadas após serem abertas.

Não adianta nada passar o ano inteiro promovendo programas com atitudes sustentáveis e oferecer uma cesta de natal que vai gerar mais resíduos para a cidade.

Dê preferência para embalagens de vime, bacias plásticas e caixas organizadoras, além de serem úteis, sua empresa será lembrada por muito tempo.

Escolha a data de entrega da cesta de natal para os colaboradores

Depois de escolhido o modelo e prazo de pagamento com o fornecedor, é necessário estabelecer quando você vai entregar o benefício. Algumas organizações fazem uma festa de confraternização e entregam no mesmo dia da comemoração, outras preferem entregar com o décimo terceiro salário.

Fique atento aos trabalhadores que estarão ausentes no mês de dezembro, alguns saem de férias nessa época, outros podem estar de licença. No caso dos primeiros, você poderá entregar antes, para aqueles que estão afastados por motivo de doença ou maternidade é mais adequado levar no domicílio desses colaboradores.

Os meses de novembro e dezembro são épocas de muito trabalho. Além da rotina diária, em algumas empresas, é o momento de os administradores analisarem os resultados alcançados durante o ano e iniciarem novas estratégias para os próximos meses. Assim, é possível que não consigam disponibilizar tempo suficiente para escolher a cesta de natal.

Podemos perceber que não é tão simples uma companhia fornecer uma lembrança de final de ano para sua equipe. Uma ótima e prática opção que muitos gestores estão adotando é o cartão presente de natal.

O cartão presente oferece várias vantagens para o trabalhador que terá mais opções de escolha e poderá optar por:

  • fazer uma ceia de natal ou ano novo;
  • comprar brinquedos para os filhos;
  • utilizar parte para adquirir materiais escolares;
  • comprar medicamentos.

Esse cartão oferece boas vantagens também para as empresas, veja:

  • requer menos tempo de escolha para oferecer o benefício;
  • elimina gastos com transporte de cestas;
  • não é necessário se preocupar com locais para armazenamento das cestas;
  • é personalizado tanto para empresa quanto para o trabalhador;
  • evita o risco de atraso de entrega do benefício que pode acontecer com as cestas de natal.

Independentemente da escolha que faça, seja a cesta de natal seja o cartão presente, o importante é demonstrar para os seus colaboradores o quanto eles são importantes para a sua organização. Essa é apenas uma forma de agradecer os esforços e sacrifícios empenhados por eles, e, apesar de ser um benefício material, por trás dele tem os sentimentos de carinho e gratidão.

Achou o assunto interessante? Esperamos que não encontre mais dificuldades para escolher uma cesta de natal corporativa. Quer saber mais sobre como oferecer benefícios para os seus colaboradores? Faça contato conosco, nossa equipe terá prazer em atendê-lo!