Plano de Sucessão Organizacional e a identificação de sucessores

Um dos principais desafios das empresas brasileiras é organizar o plano de sucessão dos líderes. Poucas fazem como deveriam e isso se torna perigoso no longo prazo. Os departamentos de recursos humanos devem estar sempre atentos para estabelecer corretamente os sucessores. Você sabe o que é um plano de sucessão organizacional?

Essa é uma atividade voltada para a definição de substitutos dos líderes mais importantes. O objetivo é estabelecer profissionais capacitados para qualquer eventualidade dos atuais detentores desses cargos, afinal nenhuma pessoa é eterna.

Dessa forma as empresas conseguem se preparar para eventualidades e as trocas desses cargos são mais tranquilas do que em outros lugares sem qualquer preparação adequada.

Existem inúmeras razões pelas quais as empresas devem se preparar com um plano de sucessão organizacional, mas a principal e mais importante vantagem sobre isso está na antecipação de situações futuras.

Para entender melhor como isso de dá de fato imagine duas empresas: uma com plano de sucessão estruturado e outra que não tem qualquer preocupação com isso. Em determinado momento, considere que um dos líderes dessas empresas precisam se afastar por motivos de saúde.

No caso da organização com plano de sucessão não há grandes preocupações: já existe um profissional capacitado e que vem sendo preparado justamente para ocupar essas posições. Por outro lado, na outra empresa é possível que essa substituição seja feita às pressas, aumentando os riscos de erro.

Além disso, ao montar um plano de sucessão organizacional as empresas têm a chance de selecionar melhor o perfil de acordo com o que pretendem para o seu próprio futuro. Qual o tipo de pessoa que ela entende como ideal considerando as metas e objetivos de longo prazo?

Uma vez que tenha tudo isso bem definido, a empresa estará apta para comandar o seu plano de sucessão voltada para os profissionais definidos. A missão a partir de então será capacitá-lo para o cargo, garantindo que ele esteja apto na hora de assumir a nova função.

Para isso, claro, devem ser cumpridas algumas etapas. A primeira parte é mais simples, fazendo uma análise dos perfis e buscando aquilo que se entende como mais adequado. Na sequência ela deve bolar um plano de ação para a preparação do profissional, colocando-o em uma série de treinamentos específicos.

Mais do que uma simples preparação, o plano de sucessão organizacional é fundamental para garantir o sucesso de qualquer empresa no longo prazo. É desta forma que ela pode garantir que os novos gestores manterão a mentalidade e os objetivos no caminho correto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *