Blog da

Confira como é a retenção de talentos de acordo com as gerações!

Os melhores profissionais estão sempre em busca das melhores condições de trabalho, e são muito disputados pelo mercado. Por isso, as empresas precisam se esforçar cada vez mais para manter esses profissionais, investindo em melhorias no ambiente corporativo, planos de carreira, benefícios, endomarketing e comunicação interna. 

A retenção de talentos de diferentes gerações exige um planejamento específico para cada colaborador, considerando suas prioridades e motivações. Os interesses podem variar de uma geração para a outra. Enquanto os mais velhos se atraem por benefícios ligados à saúde e aposentadoria, os mais novos almejam promoções e gerência de mais atividades. 

Acompanhe a leitura e entenda a retenção de talentos de acordo com as gerações e suas vantagens!

Quais as maiores dificuldades na retenção de talentos?

Os profissionais talentosos se destacam nas empresas pelo bom desempenho e por alcançar bons resultados. Eles são altamente qualificados e capazes de atender às demandas com excelência, sendo um grande diferencial para a equipe. Isso faz com que eles sejam muito disputados pelas organizações, que buscam as melhores condições para atraí-los e retê-los. E esse é o maior desafio!

O mercado está saturado de mão de obra desqualificada, e escasso de bons profissionais. Muitas empresas contratam headhunters, conhecidos também como caça-talentos, que são responsáveis por eleger os melhores profissionais do mercado, ponderando as necessidades da empresa e a qualificação exigida.

Outra grande dificuldade é satisfazer e fidelizar a nova geração. Conhecida como geração Y, os profissionais nascidos entre 1980 e 2000 compõem a maioria do mercado de trabalho atual. Eles são mais destemidos, proativos, não têm medo de mudanças, encaram com facilidade novos desafios, são íntimos da tecnologia e estão sempre antenados. Toda essa dinâmica exige um retorno rápido da empresa.

Apesar dos desafios, é possível selecionar e manter os melhores profissionais, de qualquer geração, no seu negócio. Para isso, basta analisar e implantar as melhores estratégias para mantê-los produtivos, motivados e satisfeitos.

Quais as melhores táticas para retenção de talentos?

Nos tempos atuais, um bom salário não é o único fator a ser considerado na hora de escolher um emprego, pois a qualidade de vida ganha cada vez mais espaço na lista de prioridades dos colaboradores. Confira as melhores estratégias para retenção de talentos:

Criar um bom ambiente de trabalho

Um bom ambiente de trabalho é essencial para reter talentos. Por ser o segundo lar dos colaboradores, ele precisa ser acolhedor e harmônico para que todos se sintam bem e com vontade de permanecer ali. Isso se refere tanto à disposição do espaço físico como ao relacionamento interpessoal.  

É possível investir na estrutura do ambiente, como a disposição do mobiliário e decoração do ambiente, de forma a torná-lo mais humanizado e receptivo. Para melhorar o relacionamento da equipe, a empresa pode incentivar atividades físicas, disponibilizando descontos em academias conveniadas, oferecer treinamentos e cursos de crescimento pessoal.

Melhorar a comunicação interna

Uma comunicação interna clara e eficiente também é uma boa estratégia para reter os melhores talentos, além de contribuir para um melhor clima organizacional. Com um bom diálogo, toda a equipe se harmoniza e consegue desempenhar com excelências suas funções.

É importante que as empresas mantenham a transparência das informações. Investir em canais de comunicação, como murais de recado, intranet, aplicativos e TV corporativa são ótimas estratégias para melhorar a comunicação interna e garantir que todos os colaboradores tenham meios de se informar e se comunicar com a empresa. 

Valorizar o colaborador

Todo colaborador, para se sentir motivado a permanecer na empresa e oferecer o seu melhor, precisa se sentir valorizado pelo que faz. É preciso fazer uma análise do perfil de cada talento e entender o que o faz se sentir assim. 

A nova geração, por exemplo, demanda ser constantemente desafiada, estimulada pelas possibilidades de crescimento. Uma boa estratégia é criar um plano de carreira, em que metas deverão ser atingidas para que o colaborador suba de nível. Isso aumentará suas responsabilidades, fazendo com que se sinta desafiado e reconhecido. 

Há os que se sentem valorizados com remuneração ou algum tipo de benefício corporativo. Nesse sentido, é importante entender as preferências de cada colaborador para optar por uma técnica que satisfaça o maior número de profissionais. 

Oferecer benefícios corporativos

Os benefícios corporativos ainda são a principal motivação de boa parte dos profissionais de todas as gerações. Para a geração Y, eles podem ser oferecidos como recompensa para metas atingidas. A gratificação não precisa ser apenas em dinheiro, são muitas as opções, como bolsas de estudos, vale-alimentação, plano de saúde, vale-combustível, premiações, auxílio-creche, dentre outros.

É importante pontuar quais benefícios já são oferecidos pela empresa e se realmente o público interno está sendo favorecido. A empresa pode oferecer auxílio-creche e a maioria de seus talentos não ter filhos, por exemplo. Uma análise minuciosa deve ser feita para alinhar a oferta com as reais necessidades dos colaboradores. 

Uma forma de eleger um benefício que seja satisfatório para os colaboradores é envolvê-los nessa escolha. Ouça o que é importante para eles, o que acham sobre cada opção e qual lhes atenderia melhor. 

Quais as vantagens da retenção de talentos em uma empresa?

Equipe qualificada

Investir na retenção de talentos permite à empresa manter uma equipe qualificada e preparada para obter bons resultados. Um time treinado e formado por bons profissionais, que atua de forma satisfatória e harmônica, traz vantagem competitiva para a empresa.

Excelência nos resultados

Profissionais de alta performance se destacam pela produtividade e pela excelência nos resultados. Nesse contexto, a retenção de talentos se torna fundamental, pois um colaborador com bom desempenho pode chegar a produzir oito vezes mais, sem perder a qualidade de seus serviços. 

Por isso, quanto mais profissionais qualificados a empresa conseguir manter em sua equipe, melhor tende a ser a produtividade e os resultados, sendo outra vantagem competitiva para a empresa. 

Economia de recursos

A retenção de talentos é fundamental para economia de recursos de uma organização. Como citado anteriormente, um bom profissional pode produzir mais, e isso impacta diretamente nos recursos financeiros da empresa. Sem contar que, quanto menor o índice de rotatividade, menores os prejuízos. 

Substituir um talento pode comprometer a produtividade e eficiência da empresa, e pode perdurar pelo período de adaptação do novo colaborador ou por toda sua permanência na empresa, a depender de seu desempenho. 

Como visto, a retenção de talentos não é tão simples quanto parece e exige muito esforço das empresas. Mas é uma importante estratégia que traz diversos benefícios para a organização, fazendo valer todo o investimento. Conhecer as reais necessidades e prioridades dos colaboradores é essencial para proporcionar exatamente o que eles precisam.

Gostou do nosso conteúdo? Quer saber mais sobre redução de custos e satisfação de seus colaboradores? Então descubra como funciona o cartão corporativo e quais as suas vantagens!

Comentários