Blog da

absenteísmo nas empresas

Absenteísmo nas empresas: afinal, qual é a diferença com turnover?

O absenteísmo nas empresas se refere às faltas e aos atrasos frequentes dos colaboradores. Ele se difere do turnover, por exemplo, que diz respeito à alta rotatividade de trabalhadores em uma companhia.

Apesar de distintos, os dois conceitos precisam ser acompanhados pela área de Recursos Humanos. Vale lembrar que um aumento nesses índices mostra que algo não vai bem com a organização.

Quer saber como diferenciar o absenteísmo do turnover? Então, continue a leitura deste artigo para descobrir também as principais causas e o impacto de ambos os problemas em uma instituição.

Como se caracteriza o absenteísmo nas empresas?

O absenteísmo atinge a empresa como um todo. Com as constantes faltas e atrasos dos colaboradores, as equipes ficam sobrecarregadas e os trabalhadores presentes se tornam cada vez mais insatisfeitos.

Nesse cenário, os gestores acabam perdendo o controle das demandas: os prazos deixam de ser cumpridos e a qualidade do serviço prestado cai. Sendo assim, o absenteísmo atinge inclusive os clientes da empresa.

Para evitar esse problema, é preciso conhecer suas principais causas. A seguir, confira quais são.

Problemas de saúde

Sem dúvida, esse é o principal motivo para faltas, mas os gestores precisam ter em mente que doenças e problemas de saúde podem estar diretamente ligados ao próprio ambiente de trabalho. Portanto, o investimento em prevenção continua sendo o melhor caminho. 

Transtornos mentais

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão será a maior causa de afastamentos no trabalho em 2020. De uns tempos para cá, já se tem observado o aumento significativo do índice de adoecimento por transtornos mentais entre os trabalhadores.

Esses problemas de saúde podem estar ligados à alta pressão no ambiente laboral, ao ritmo intenso de trabalho e ao déficit de recursos materiais e humanos, além das jornadas duplas ou triplas que alguns colaboradores têm.

Vida pessoal

Todo colaborador tem uma vida pessoal, sendo muito importante que consiga se dedicar a ela. Muitas vezes, por exemplo, o profissional precisa faltar ao trabalho devido a compromissos com os filhos.

Sendo assim, o melhor que a empresa tem a fazer é auxiliar os trabalhadores nessa jornada. Isso acaba sendo benéfico não só para a companhia, mas também para as crianças e para toda uma futura geração.

Falta de motivação

O colaborador que não se sente motivado ou comprometido com suas tarefas dentro da empresa está mais propenso a atrasos e faltas. Isso porque o trabalho passa a ficar em segundo plano no seu dia a dia. O problema pode estar relacionado a fatores como:

  • um clima organizacional ruim;
  • a falta de perspectiva de crescimento;
  • um cargo inadequado;
  • uma má relação com os gestores.

Inadequação

Outra importante causa do absenteísmo é a inadequação do colaborador à cultura da empresa. Portanto, o processo de seleção precisa levar tal fato em consideração, bem como outras características do candidato que indiquem qualquer tipo de falta de comprometimento com o trabalho.

O que é o turnover?

O turnover está ligado à rotatividade de colaboradores, o que também é extremamente prejudicial para as organizações. Toda companhia quer ter uma equipe formada por profissionais especializados e capacitados. No entanto, o que precisa ficar claro é que isso só vai acontecer se os colaboradores forem valorizados.

Um estudo realizado pela consultoria Robert Half mostra que, enquanto o turnover cresceu 38% em três anos no mundo, o fenômeno foi registrado em 82% das instituições no Brasil. Entre os principais motivos do problema, de acordo com a pesquisa, estão:

  • falta de reconhecimento;
  • baixa remuneração;
  • desmotivação;
  • preocupação com o futuro da empresa;
  • baixo equilíbrio entre vida pessoal e trabalho.

O turnover acaba, inclusive, gerando custos para a companhia — tanto com o desligamento do trabalhador quanto com a capacitação de novos colaboradores. Até que esse novo funcionário se adapte à sua função, pode também haver uma perda de produtividade.

De que formas reduzir o absenteísmo e o turnover?

Apesar das diferenças entre os dois problemas, muitas das soluções para evitá-los são comuns. Veja a seguir.

Invista no bem-estar do colaborador

Um ambiente laboral ergonômico é o primeiro passo, portanto invista em cadeiras confortáveis e mesas adequadas à altura do trabalhador. Além disso, fique atento à correta utilização dos equipamentos de proteção individual. Assim, a empresa evita o absenteísmo por problemas de saúde e reduz o turnover, já que o colaborador se sente valorizado.

Ofereça benefícios

Essa é a melhor maneira de evitar o absenteísmo e o turnover. Oferecer um plano de saúde, por exemplo, contribui para a melhoria da qualidade de vida do trabalhador, inclusive no que se refere à prevenção de doenças.

Mas a empresa também pode ofertar outros benefícios, como vale-alimentação, vale-refeição, vale-cultura etc. Dessa forma, é possível fortalecer seu maior patrimônio: os recursos humanos.

Mantenha a empresa aberta ao diálogo

Gestores e colaboradores precisam manter um diálogo permanente. Muitas vezes, medidas simples, porém eficazes, podem ser adotadas a partir de uma boa conversa.

É necessário falar com a equipe sobre as questões que possam estar prejudicando a produtividade ou a motivação no trabalho. Conversar sobre um plano de carreira ou aumento salarial pode reduzir tanto o absenteísmo quanto o turnover.

Considere a jornada de trabalho flexível

O baixo equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho aparece como uma das principais causas do absenteísmo e do turnover. Com a flexibilização do horário de expediente, os colaboradores conseguem realizar uma melhor gestão do tempo e, assim, dedicar-se à família (e a si mesmos).

A jornada flexível ajuda principalmente mães e pais, dada a dificuldade em conciliar a vida pessoal com a alta carga de trabalho. Mas atenção: a gestão da empresa deve se assegurar de que essa flexibilização não provocará perdas na qualidade.

Adotando essas medidas, além de beneficiar os colaboradores, a organização terá uma série de vantagens. Veja alguns exemplos: 

  • diminuição do índice de faltas e atrasos;
  • menos gastos com horas extras;
  • melhora na produtividade;
  • colaboradores mais motivados;
  • clima organizacional favorável;
  • retenção de talentos;
  • impacto positivo na relação com os clientes;
  • menos gastos com desligamentos, rescisões e capacitações de novos colaboradores.

Enfim, agora você já sabe que o absenteísmo nas empresas pode ser evitado — assim como o turnover. O importante é identificar as causas e investir no seu time, proporcionando ganhos a todos.

Gostou das dicas? Então, assine nossa newsletter para saber o que mais você pode fazer por seus colaboradores e, consequentemente, sua empresa.

Comentários